Todas as Notícias
Portuguese English French Spanish

 Clique aqui para ver notícias anteriores a 2013!

Notícias

Notícias

A Universidade do Estado do Amapá (Ueap), por meio da Pró-Reitoria de Planejamento e Administração (Proplad), convida a comunidade acadêmica e a sociedade civil para participar da Assembleia Geral de Planejamento Estratégico da Ueap 2016-2019, que será realizada nesta quinta-feira (2), no Auditório Central da Ueap, no Campus 1, localizado na Avenida Presidente Vargas, 650, Centro, de Macapá a partir da 8 horas.

A reunião corresponde a conclusão dos trabalhos da equipe de planejamento, que começou em maio desse ano com os seminários setoriais. O primeiro foi o dos técnicos, seguido pelo dos professores, o dos alunos e o da sociedade civil.

"A Assembleia Geral será a responsável pela sistematização de todas as propostas apresentadas nos seminários setoriais, por isso, a importância da participação de todos, só assim, construiremos uma proposta concreta de ações  para Ueap com para os próximos quatro anos", afirmou o professor Rafael Matos, titular da Proplad.

A proposta aprovada na Assembleia será consolidada no Plano Plurianual(PPA) do Estado do Amapá como metas de ação da Universidade para o quadriênio 2016-2019.

A Universidade do Estado do Amapá, por meio da Pró-Reitoria de Graduação e da Coordenação Institucional do PARFOR, torna público o cancelamento do módulo letivo de julho 2015, para as turmas novas. O motivo do cancelamento é a não liberação de recursos por parte do Ministério da Educação-MEC, para o desenvolvimento do plano. Quanto às turmas em andamento os módulo de julho está garantido.

 A expectativa é que as aulas e demais atividades sejam normalizados na próxima etapa intensiva, que acontecerá em janeiro de 2016. Ressaltamos que esta é uma situação que não atinge somente a Universidade do Estado do Amapá e sim todas as instituições que participam do Programa.

Agradecemos a compreensão de todos e solicitamos que a situação seja comunicada a todos os nossos parceiros, principalmente, aqueles engajados no Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente – FEPAD/AP, parceiros que ajudam viabilizar o PARFOR no estado do Amapá.

Vitor Sousa Cunha Nery

Coordenador Geral do PARFOR-UEAP

Uma equipe de pesquisadores formada por representantes do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, da Universidade de Brasília (UNB) e da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) descobriu duas novas espécies de pimenta do reino durante estudos de campo no estado do Espírito Santo-ES.

Piper seção Ottonia (Piper bicorne e Piper aghaense) são as duas novas espécies da família Piperaceae (família da "pimenta-do-reino) coletadas no ano passado.

O achado está sendo divulgado somente agora com  a publicação do artigo "Two new species of Piper section Ottonia (Piperaceae) from southeastern Brazil", na revista Neo Zelandesa Phytotaxa, uma publicação internacional que tem a missão de acelerar a publicação de taxonomia botânica.

De acordo com o professor Luciano Pereira, da Ueap, as espécies foram encontradas no ano passado e após os estudos foi observado que eram espécies nunca antes catalogadas, daí a importância do trabalho. "O artigo foi escrito no início do ano e aceito para publicação no mês de março desse ano, mas somente agora foi publicado. É sempre assim, há um lapso de tempo entre a descoberta e a divulgação científica do achado", esclareceu.

Sem querer adiantar novas descobertas, Luciano afirmou que o Amapá é um prato cheio para estudos botânicos . "Temos um grande potencial a ser explorado com pesquisas científicas no Amapá, por isso é importante nos qualificarmos para trazer para cá novas técnicas de análises e nos integrarmos com pesquisadores de centros de pesquisas mais avançados", finalizou.

A publicação é de autoria dos pesquisadores Micheline Carvalho-Silva; Elsie Franklin Guimarães; Luciano Araujo Pereira & Valderes Bento Sarnaglia Junior. Está disponível no link: http://www.mapress.com/phytotaxa/content/2015/f/p00212p299f.pdf

A Reitoria da Universidade do Estado do Amapá - Ueap reconhece a legitimidade do movimento de docentes e trabalhadores técnico-administrativos, tendo ciência que a greve foi decidida em assembleia geral e unificada realizada no último dia 2 de junho do corrente com representação das duas categorias.

A Reitoria compreende a importância e a urgência da defesa de uma universidade pública, gratuita, democrática, inclusiva e de qualidade.

 Assim, ciente e cuidadosa de suas obrigações e responsabilidades, a Reitoria mantém-se aberta ao diálogo com as categorias de nossa universidade, ao tempo que envida esforços, também em constante diálogo com o Governo do Estado, em defesa dos melhores interesses acadêmicos e institucionais de nossa universidade.

O reitor da Universidade do Estado do Amapá, Dr. Perseu da Silva Aparício, divulgou mensagem homenageando os 9 anos de criação da Ueap, completados nesta sexta-feira, 29 de maio. Confira:

 

"Nesta data importante da existência da Ueap, prestes a completar uma década de vida, quero registrar minha satisfação de poder atuar no destino de uma instituição que se tornou um marco na história da educação no Estado do Amapá.

A história da Ueap vem acompanhada de muitas lutas e conquistas. Por isso, vale repetir: é um motivo de enorme satisfação comemorar os 9 anos da Universidade do Estado. Essa satisfação, para mim, deve-se a vários motivos, o primeiro deles é o meu relacionamento com a Universidade, onde fiz amigos de longas datas, amizades formadas por um convívio pelo trabalho em bancas, palestras e aulas para quais fui convidado pessoalmente por colegas e docentes que foram meus alunos nos programas de iniciação científica.  Outro motivo é o excelente relacionamento com técnicos e funcionários que conheci nos últimos anos, depois que assumi minha posição na Reitoria. Não posso também deixar de mencionar o motivo mais amplo para o meu contentamento: o desenvolvimento da educação no Amapá, o funcionamento da Universidade como um todo, o fato da Universidade prosseguir no curso de seu desenvolvimento, a despeito de todas as crises internas que possam surgir.

O crescimento da Ueap ainda vem sendo programado e já está se realizando. Todas as atividades da nossa Universidade neste momento seguem se desenvolvendo no ensino, na pesquisa, na extensão, nos laboratórios, enfim, tudo segue num ritmo constante de crescimento.

A despeito de uma possível adversidade, a união de todos nós e a continuidade do trabalho em todas áreas tornará possível atravessarmos todas os obstáculos sem grandes atropelos. Mesmo se alguma crise sobrevier e ocupar o espaço normal das nossas atividades, nossa Universidade não se destruirá, ela vai permanecer, atuante, seguindo o rumo traçado, crescendo e cada vez mais viva. Não há como ser diferente, afinal esse é o destino que nosso trabalho dá a ela.

Esta é a marca da Universidade do Estado do Amapá, com ideais convergentes, às vezes antagônicos, mas é na luta e no debate de ideias que se constrói uma verdadeira Universidade. Seu corpo docente, no momento necessário, se une e a Ueap é preservada, servindo de exemplo para dizermos que, com esforço e união, o Estado do Amapá é um Estado viável.

Nesta mais recente fase da vida da Ueap, temos tido algumas dificuldades. A comunidade acadêmica acompanha tudo, participa, e enfrenta junto todo esse processo. Mas sabemos que nada dura para sempre. São contrariedades temporárias, comuns a uma instituição tão jovem, e havemos de encontrar as soluções. A administração da Ueap não tem poupado esforços para dialogar com toda sociedade no sentido de mostrar, fazer ver a importância da Instituição e a necessidade do Estado do Amapá dotar sua Universidade de melhores condições para que ela possa cumprir fielmente seus objetivos, que é ser um instrumento para o desenvolvimento social, científico, econômico, educacional, tornando-se efetivamente um fator de desenvolvimento para a Região Amazônica.

Assim, neste 29 de maio, quero parabenizar toda a comunidade universitária da Ueap – estudantes, professores, técnicos, e aqueles que dão suporte ao funcionamento da Ueap, mesmo não sendo do quadro efetivo, mas que junto com o pessoal terceirizado também desenvolve atividades aqui. Enfim, a todos aqueles que contribuem para o fortalecimento da Ueap, deixo meu agradecimento por sua tarefa cumprida e desejo o melhor ao nosso futuro, ao futuro da Ueap, por um tempo de muitas felicidades.”

O início de junho, no Brasil, será marcado pela Semana do Meio Ambiente, quando ocorrem eventos voltados para a reflexão sobre o desenvolvimentismo, a degradação ambiental e a existência humana no planeta Terra. No Amapá, representantes de comunidades ribeirinhas e grupos de pesquisadores da área ambiental vão se reunir, nos dias 1º e 2 de junho, no II Seminário Interdisciplinar sobre Estudos Socioambientais na Amazônia.

O evento ocorrerá no Campus II da Universidade do Estado do Amapá, na Avenida Procópio Rola, 1346, Centro, com o objetivo de discutir os novos rumos da relação do homem com a natureza. A entrada é gratuita e aberta ao público.

O seminário vai congregar em palestras e mesas-redondas pesquisadores do Instituto de Estudos e Pesquisas do Estado do Amapá (Iepa), da Ueap e representantes de comunidades de seringueiros e ribeirinhos das áreas extrativistas do Amapá.

Segundo Mariana Medeiros, engenheira florestal que organiza o evento em Macapá, o seminário será a forma do Amapá se integrar à Semana do Meio Ambiente e fazer um diagnóstico sobre as pesquisas que são realizadas na região amazônica. "Vamos fazer um levantamento das atividades tanto de discussão quanto de trabalhos acadêmicos", enfatizou.

 

Programação

Dia 1º

Das 14h às 15h30 - Palestra de abertura "Sustentabilidade Socioambiental na Amazônia Amapaense", com o Dr. Raullyan Borja Lima e Silva (Iepa).

Das 17h às 18h - Mesa-redonda "Grupos de Pesquisa como território de formação", com os professores Vitor Nery, Alder Dias e Kelly Gomes.

Dia 2

Das 8h30 às 10h - Debate sobre "Os desafios cotidianos do caboclo amazônico amapaense", com Pedro Ramos de Souza, representante dos seringueiros e ribeirinhos; e a professora Larissa Azevedo, representante da Escola Francisco Filho, do Anauerapucu, comunidade extrativista localizada entre os municípios de Santana e Mazagão.

Das 14 às 15h30 - Exibição do documentário na "Roda de conversa sobre temas socioambientais", mediada pelos acadêmicos Débora Araújo, Manoel Santos e Nicole Santos.

A partir das 16h - Palestra de encerramento com as professoras Luiza Prestes, da Engenharia de Pesca; e Mariana Medeiros, da Engenharia Florestal, sobre os problemas ocasionados em Ferreira Gomes e o papel da universidade na discussão das políticas socioambientais para o desenvolvimento do Estado do Amapá.

17h - Encerramento com a apresentação do músico Samuka do Marajó, intérprete do cancioneiro regional.

Os 340 convocados em primeira chamada para o Plano Nacional de Formação de Professores (Parfor) devem se apresentar até a próxima sexta-feira, 22, para efetuar matrícula. As chamadas serão realizadas no auditório do Campus II, situado na Avenida Procópio Rola, nº 1346, Centro, no horário de 9h às 11h30 e das 15h às 17h30.

Estão sendo convocados candidatos dos cursos de Licenciatura em Pedagogia, Ciências Naturais, Química e Filosofia. A não efetuação da matrícula no período definido enseja a perda da vaga. Caso haja vagas remanescentes, a Ueap realizará chamada pública, prevista para o dia dia 26 de maio, no mesmo horário e local.

Os acadêmicos interessados em ter trabalhos publicados na 1ª Semana de Engenharia Ambiental da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) têm até meia noite para enviar os trabalhos para a comissão organizadora . O evento ocorrerá de 9 a 12 de junho, em Macapá.

Os trabalhos deverão ser inéditos e representar uma contribuição real ao desenvolvimento da Engenharia Ambiental. Devem versar sobre uma das quatro áreas temáticas definidas pela comissão organizadora do evento. São elas, recursos naturais e serviços ambientais; sociedade e meio ambiente; legislação ambiental; tecnologia ambiental.

Não serão aceitos relatórios, traduções e nem trabalhos que se traduzam em promoção comercial de determinada marca, produto ou empresa. O autor principal deve ser aluno de graduação, sendo necessário o seu projeto estar ligado à Engenharia Ambiental.

Só serão aceitos os resumos que forem enviados no formato "doc" ou "docx". Todos os trabalhos que forem enviados em demais formatos de arquivos, inclusive os compactados, serão eliminados do processo de seleção. Todas as tabelas e gráficos deverão apresentar legendas.

Os trabalhos deverão ser enviados em anexo para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Um email será enviado confirmando o recebimento do arquivo pela Comissão Organizadora. Caso não receba a confirmação em um prazo de 48 horas, entrar em contato para verificar a sua situação.

Selecionados

Os trabalho selecionados serão apresentados exclusivamente na forma de pôster ou painel, com dimensões de 1 metro de altura por 70 centímetros de largura. O conteúdo da apresentação deverá ser apresentado oralmente aos avaliadores durante a sessão de apresentação.

Informações complementares estão disponíveis no link http://seamb.ueap.edu.br/index.php

Apresentar trabalhos em eventos nacionais e internacionais é o sonho de qualquer aluno de graduação que participa de projetos de pesquisa. Sonho que pode ser realizado a partir de agora. É que a Universidade do Estado do Amapá (Ueap), por meio da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (Propesp), lançou o Programa de auxílio ao estudante para participação em eventos de natureza científica, tecnológica ou cultural no Brasil e no exterior, (Proape), que tem o objetivo fomentar a participação de acadêmicos autores de pesquisas desenvolvidas na UEAP. O recurso destinado ao Proape é no valor de R$ 140 mil.  Sendo que cada acadêmico poderá receber até R$ 2 mil para eventos no Brasil e de até R$ 4 mil para os no exterior.

Informações complementares podem ser acessadas no link http://www.ueap.edu.br/images/processos_seletivos/2015/017-2015/Edital_017-2015-PROAPE_2015-Revisado.pdf

Atendendo à demanda levantada pelo Fórum Estadual Permanente de Apoio à Formação Docente do Estado do Amapá e os prazos estipulados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes) a Universidade do Estado do Amapá (Ueap) convoca para matrícula os candidatos selecionados por meio do sorteio público, efetuado pela Plataforma Freire e suplentes classificados no Processo Seletivo.

Os convocados, selecionados em primeira chamada, devem se apresentar no período de 18 a 22 deste mês, no Auditório do Campus II, situado na Avenida Procópio Rola, nº 1346, Centro, no horário de 9h às 11h30 e das 15h às 17h30, para efetuarem suas matrículas nos cursos de Licenciatura em Pedagogia, Ciências Naturais, Química e Filosofia. A não efetuação da matrícula no período definido ensejará a perda da vaga. A matrícula dos candidatos das vagas remanescentes acontecerá no dia 26 de maio, no mesmo horário e local.

São 340 vagas ofertadas assim distribuídas:

Curso

Vagas disponíveis

Licenciatura em Ciências Naturais

40

Licenciatura em Filosofia

50

Licenciatura Plena em Pedagogia

200

Licenciatura em Química

50

Total

340

 

Informações complementares podem ser obtidas no link: http://www.ueap.edu.br/index.php/em-andamento/item/498-edital-018-2015-pafor-prograd-ueap.html

Pagina 1 de 22

Sites Sugeridos

UEAP no facebook

Localização

Clique no mapa para ampliar e ver mais informações

Campus I:  Av. Presidente Vargas, nº 650 – Centro |CEP: 68.900-070 

Campus II: Avenida Procópio Rola, 1346 - Centro | CEP: 68.900-081

Núcleo Tecnológico: Rua General Rondon, 1207 - Centro | CEP: 68.900-082

 (96) 2101-0506  ueap@ueap.edu.br