Todas as Notícias
Portuguese English French Spanish

 Clique aqui para ver notícias anteriores a 2013!

Notícias

Notícias

Quinta, 18 Dezembro 2014 10:27

Torneio Misto de Vôlei inicia hoje, às 17h

A partir das 17 horas de hoje começa, na quadra poliesportiva docampusI, o 2º Torneio Universitário de Voleibol da Ueap, realizado pela Pró-Reitoria de Extensão (Proext). O certame foi aberto a todos os colegiados, e terá também a participação de uma equipe de técnicos da instituição.

O campeonato será disputado inteiramente hoje, pelo sistema eliminatório de mata-mata, com cada jogo dividido em 3 sets de 15 pontos cada. No total, foram inscritos 4 times: Engenharia de Pesca, Técnicos Administrativos e outras duas equipes mistas de vários colegiados.

Torneio tem a finalidade principal de integrar professores, estudantes e funcionários em torno de uma atividade saudável de lazer e entretenimento. A Ueap convida a todos para prestigiar as disputas, que será aberta a toda a comunidade.

DIFERENCIAL - Durante os jogos, cada um dos times deve obedecer ao critério da formação titular mista entre 6 pessoas: 3 homens e 3 mulheres.

Quarta, 17 Dezembro 2014 13:33

FORMATURA 2015 DOS CURSOS REGULARES

Os acadêmicos concluintes que irão colar grau na solenidade de formatura de 2015 têm o período de 05 a 09 de janeiro para protocolar as solicitações de colação de grau à DRCA, de acordo com o Fluxograma Processual (aqui) e a relação de documentos necessários.

Com a proposta de ser um espaço de diálogo e debate que contribua com o aperfeiçoamento do ensino da filosofia na Região Amazônica e da prática do filosofar no âmbito da formação acadêmica dos futuros profissionais, o curso de Filosofia da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) realiza, no período de 16 a 18 de dezembro, o II Encontro Amapaense de Filosofia. O evento acontecerá nas dependências do Campus II, a partir de 9 h, com possibilidade de inscrição no local.

Sob o tema "Filosofia com a Amazônia", o encontro será composto de conferências, minicursos, comunicações, documentário e de café filosófico sobre Políticas Públicas para a Amazônia, na Casa Fora do Eixo. A conferência de abertura, “De Tucuxis e Heráclitos: atravessados de Amazônia”, será do filósofo Herbert Valente, e na sequência, haverá o minicurso, de Paulo Margutti, “A visão de mundo Brasil colônia”.

Margutti é doutor em Filosofia pela Universidade de Edinburgh e referência em estudos sobre filosofia brasileira. Na Universidade Federal de Minas Gerais (Ufmg), dedicou-se aos estudos nas áreas de lógica, filosofia da linguagem e filosofia no Brasil. A partir das 19 h, será exibido o filme “Hakani”, documentário dirigido por David Cunningham, tendo como debatedor o docente da Ueap, Lúcio Vaz.

No dia 17, a programação continua com o minicurso “A visão de mundo Brasil colônia” pela manhã, e à tarde, mesas de comunicações, e a partir das 18h30, a conferência “Reflexões filosóficas sobre os sentidos da ética e política no contexto cultural diferenciado: terras indígenas da região UAÇA-Oiapoque", ministrada por Rauliette Diana Lima. Às 15 h, do dia 18, Paulo Margutti ministrará a conferência de encerramento de tema “Filosofia e pensamento descolonizado".

A programação completa do II Encontro Amapaense de Filosofia encontra-se no blog encontroamapaensedefilosofia.blogspot.com.br

O evento

A escolha do tema Filosofia com a Amazônia remonta à colonização da Região Amazônica de fora para dentro, primeiramente pelos estrangeiros e, posteriormente, pelos próprios brasileiros, mas a partir de uma perspectiva do eixo sul-sudeste, e propõe a reflexão e o debate acerca de seus reflexos nos dias de hoje.

A partir de uma perspectiva colonialista, sempre se pensou sobre a Amazônia e não com a Amazônia, o que levou ao estabelecimento de políticas quase sempre desastrosas, fora da sua realidade. Surgem então os questionamentos: De que forma a filosofia pode contribuir para desconstrução dessa maneira dominante e domesticadora de pensar a Amazônia? O que se pode fazer para mudar significativamente este olhar colonizador? Afinal, que filosofia produz-se (ou apenas reproduz-se) na Amazônia? Não seria interessante se deixar afetar por um saber que também diz respeito à realidade amazônica? Uma filosofia com a Amazônia não passa necessariamente por esse diálogo?

A equipe psicossocial da Universidade do Estado do Amapá já iniciou suas atividades. O serviço é resultante do projeto que tem por objetivo oferecer um atendimento técnico especializado aos acadêmicos e servidores da instituição, com a finalidade de contribuir para a qualidade de vida da comunidade universitária.

O projeto envolve a promoção de oficinas, palestras, encontros sobre temas relacionados à promoção à saúde, prevenção à violência, dependência química, entre outros temas que variarão conforme a demanda acadêmica.

A responsabilidade pela execução do projeto é dos técnicos Adriana Patrícia Silva Cruz (assistente social) e Vinícius Caxias de Sousa M. Alves (psicólogo), da Divisão de Ações Comunitárias e Assuntos Estudantis (Dacae), da Pró-Reitoria de Extensão (Proext).

"O projeto psicossocial tem a missão de contribuir para o acesso às políticas públicas, garantia dos direitos sociais e ampliação das condições para permanência dos acadêmicos e servidores na universidade", explica Adriana Patrícia Silva Cruz que, assim como Vinícius Caxias, está entre os novos servidores especialistas da universidade que ingressaram no último concurso público.

Os serviços oferecidos pelo Psicossocial são de atendimento aos acadêmicos e servidores em caráter preventivo, informativo e de orientação individual, considerando os aspectos biopsicossociais, com: acolhimento, ações de orientação, informação e acompanhamento psicossocial.

Os atendimentos acontecerão no campus III, que fica localizado na Av. General Ozório, 1341, bairro Jesus de Nazaré, mediante agendamento na Proext, durante os horários de expediente. Excepcionalmente, neste período de férias letivas permanecerão em funcionamento.

Acadêmicos que deixaram de fazer o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade 2014), no último dia 23 de novembro, podem solicitar dispensa da avaliação. Para ter a dispensa deferida, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) exige que a solicitação observe os requisitos da portaria nº 584, publicada na última quinta-feira, 4, no Diário Oficial da União.

De acordo com a portaria, o estudante deve apresentar o pedido à IES a qual está matriculado, junto com a justificativa do mesmo. Em caso de deferimento, o coordenador do curso deve registrar a situação no portal do INEP, entre os dias 17 de dezembro de 2014 a 30 de janeiro de 2015, em sistema que será criado dentro do portal para este fim.

INDEFERIMENTO - Caso o pedido seja indeferido, apesar da ausência ter se dado por motivo pessoal relevante (exemplo: doença, mobilidade acadêmica), o acadêmico pode pedir a dispensa diretamente para o Inep, entre os dias 4 e 17 de fevereirode 2015. Nesses casos, o estudante deve anexar ao requerimento: declaração original de aluno regular e habilitado ao Enade 2014 comprovada por assinatura do responsável da instituição; original ou cópia autenticada do documento comprobatório do impedimento para a participação no exame. O requerimento de dispensa e o documento de declaração de aluno regular e habilitado ao Enade 2014 estarão disponibilizados no próprio portal do Inep.

Vale ressaltar que, em atendimento ao parágrafo 3º do artigo 11 da Portaria nº 8, de 14 de março de 2014, os inscritos que não preencheram o questionário do estudante encontram-se automaticamente em situação irregular junto ao Enade 2014. Tanto os acadêmicos nesta situação quanto aqueles que deixaram de realizar o exame por motivo não comprovado, e que, por isso, estão em situação irregular, devem solicitar junto à IES a regularização de sua situação para a edição 2015 do Enade 2015, tão logo seja publicada pelo Inep portaria com o cronograma de execução do exame em 2015.

O Teatro das Bacabeiras foi tomado pela emoção das músicas sacras da Cantata Natalina da Universidade do Estado do Amapá, que este ano cantou sobre a profecia apocalíptica do retorno do Messias. O repertório foi apresentado na noite de 11 de dezembro pelo Coro Comunitário e coral infantil do projeto Meu Canto Conta, executado pela universidade em parceria com a Escola Estadual Modelo Guanabara e Instituto Accorde Brasil.

Iniciativa de um projeto social de autoria da professora de música e maestrina, Arnely Schulz, a Cantata Natalina foi integrada por elencos compostos, majoritariamente, de iniciantes na prática do canto coral, oriundos da comunidade amapaense.

As 110 vozes que se apresentaram comoveram o público com clássicos como "Aleluia", de Wolfgang Amadeus Mozart, "Oh vem, Emanuel", canto gregoriano do séc. XIII, "Cantai com alegria", de Vivaldi, "Jesus, alegria dos homens", de Johann Sebastian Bach, e o grande destaque da apresentação: Shalom, música tradicional do cancioneiro hebraico.

SOBRE O CORAL - A Cantata Natalina tornou-se uma das grandes contrapartidas ao incentivo recebido da Universidade por meio de edital de financiamento a projetos de extensão que contemplou a criação do coral infantil do projeto Meu Canto Conta, lançado por Arnely Schulz, em Brasília (DF), no ano de 2005.

A ideia surgiu como forma de dar uma iniciação cultural aos jovens do ensino público e, paralelamente, acatar a Lei 11.769, que prevê a obrigatoriedade do ensino da música na educação básica. Utilizando-se das mesmas metodologias do projeto inicial, a maestrina aplicou a ideia do Meu Canto Conta a toda a comunidade amapaense e, desde 2012, através do incentivo da Universidade do Estado e da parceria com o Instituto Accorde e Escola Modelo Guanabara, vem oferecendo a qualquer interessado, de qualquer idade, a chance de ingressar numa oficina de canto e se integrar ao grupo. "Todo início de ano nós abrimos uma oficina de canto aqui na Ueap e qualquer pessoa pode se inscrever nela", informa Arnely.

Em 2009, trabalhando no Distrito Federal, o projeto da maestrina, que é amapaense, ficou bastante reconhecido e a autora premiada com a medalha de Cidadã Honorária Brasiliense. No mesmo ano, de volta a Macapá, o coral foi homenageado em sessão solene da Câmara dos Vereadores. No ano de 2010, um livro sobre o projeto foi lançado no Museu Nacional de Literatura de Praga, na República Tcheca, onde a maestrina, juntamente com 5 solistas do coral, puderam se apresentar.

A formação do elenco para a Cantata Natalina desse ano exigiu a realização de 48 ensaios, que levaram 98 horas de preparação técnica vocal e prática de interpretação de repertório. Ao final da apresentação, o público, levado pela comoção, aplaudiu de pé, por minutos a fio, o espetáculo que cantou com profunda beleza a vinda de Jesus Cristo ao mundo.

por Diego Diniz

A Universidade do Estado do Amapá acertou ao realizar a I Feira de Profissões a poucos dias do início das inscrições do processo seletivo de ingresso em 2015, no próximo dia 29, pelo endereço www.processoseletivo.ap.gov.br. O evento foi visitado por centenas de pessoas nos dias 11 e 12 e dezembro, que puderam conhecer um pouco do que faz cada profissional, além do conteúdo disciplinar específico para as engenharias, tecnologia e licenciaturas.

Os visitantes tiveram à sua disposição informações sobre os cursos de graduação existentes, teste vocacional, exposição de material de pesquisa, trabalhos acadêmicos, experimentos envolvendo transformações químicas, entre outros, tudo reunido no hall de entrada do campus I.

O evento é um dos 26 contemplados nos editais de fomento a projetos de extensão deste ano, que priorizam a autoria e participação de acadêmicos, professores e técnicos administrativos, podendo haver também a participação de pessoas da comunidade.

A iniciativa da I Feira de Profissões da Ueap pertence ao Núcleo Amapaense de Estudantes de Engenharia de Produção (Nuapeed), criado no final de 2013 e oficializado em abril deste ano, como entidade integrante da Associação Brasileira de Engenharia de Produção (Abepro) - Jovem.

Segundo a fundadora do núcleo, a acadêmica Fabíola Edwana Saraiva, do 8º semestre de engenharia de produção da Ueap, o Nuapeed tem objetivos diferenciados para cada região brasileira, segundo deliberação da Abepro-Jovem. "Para a região Norte, cabe divulgar o curso, já para a região sudeste, por exemplo, o objetivo é integrar os diversos cursos existentes", explicou a estudante que é a representante estadual da Abepro.

Por enquanto, o Nuapeed inclui apenas o curso de engenharia de produção da Ueap, mas a partir de 2015 a previsão é a de que também inclua o curso oferecido pela Faculdade Fama, relatou a estudante que foi eleita a melhor representante do curso de engenharia de produção na região Norte no Encontro Nacional de Engenharia de Produção (Enegep), realizado em Curitiba, tendo sido vencedora por dois anos consecutivos da etapa regional do Desafio Sebrae.

"O nosso maior desafio é estimular os estudantes de engenharia de produção a serem empreendedores e a mostrar à sociedade o quanto essa profissão é importante para o desenvolvimento econômico em todas as suas etapas, desde a produção até o consumidor final", disse a acadêmica, que já se prepara para deixar a universidade em 2015.

Atualmente, o Nuapeed é formado por 11 integrantes e entre as suas mais recentes ações estão: contribuição na programação da IV Semana de Engenharia de Produção e organização da I Feira de Profissões da Ueap.

 

Por: Keila Gibson

As inscrições para o Torneio Universitário de Voleibol da Ueap foram prorrogadas até a próxima segunda-feira, 15, pela Pró-Reitoria de Extensão (Proext). As disputas iniciam no dia 17 na quadra poliesportiva do campus I da Ueap.

TORNEIO MISTO - O torneio está aberto a todos os colegiados, incluindo vagas também para uma equipe de técnicos e outra de docentes da instituição. Cada um dos times poderá inscrever quantos integrantes achar necessário, respeitada a formação titular, que deverá ser de 6 pessoas: 3 homens e 3 mulheres.

O campeonato será disputado inteiramente no próprio dia 17, a partir das 17h, pelo sistema eliminatório de mata-mata. Para garantir a vaga, basta que o acadêmico entregue na Proext uma relação com os nomes dos integrantes da equipe, juntamente com os respectivos números de matrícula.

Os responsáveis por efetuar a inscrição são os professores de Educação Física Diego Felipe e Aline Thaíze.

 

Por: Diego Diniz

A escolha da profissão é uma decisão que os jovens cada vez mais cedo têm que tomar. São diversos os fatores que podem influenciar nessa escolha: os pais, a tecnologia, desemprego, salários, dentre outros. No Brasil, essa falta de decisão profissional consciente tem sido relacionada, muitas vezes, com o alto índice de abandono dos cursos superiores. Algumas pesquisas (IBGE, MEC) indicam que apenas 5% dos jovens que ingressam em um curso superior tem certeza de sua escolha.

Foi com o intuito de contribuir para a escolha certa, que a Universidade do Estado do Amapá estará realizando, dias 11 e 12 de dezembro, a I Feira das Profissões, com a exposição das principais características dos cursos da instituição e produções acadêmicas.

A Feira de Profissões é um dos eventos contemplados no edital de 2014 de financiamento a projetos de extensão, criado no ano de 2013 para incentivar o empreendedorismo de acadêmicos, professores e técnicos administrativos na realização de eventos de natureza técnica, científica e cultural que tragam benefícios à comunidade em geral.

Entre os objetivos da feira, está o de contribuir para o desenvolvimento do autoconhecimento e da capacidade de análise crítica dos que estão diante do desafio de escolher uma profissão ante à complexidade do mundo do trabalho.

O projeto conta com o engajamento de todos os cursos de graduação da Ueap, formando uma equipe multidisciplinar e agregando a participação dos professores, acadêmicos, servidores da universidade e a comunidade como um todo.

Encontra-se publicado o edital de processo seletivo 2015 para ingresso nos cursos de graduação da Ueap. As inscrições iniciam no dia 29 e se estenderão até o dia 16 de janeiro exclusivamente pela internet, no endereço www.processoseletivo.ap.gov.br. Atualmente, a Ueap conta com os seguintes cursos de graduação: Engenharia Florestal, Engenharia de Pesca, Engenharia Ambiental, Engenharia de Produção, Engenharia Química, as licenciaturas em Música, Letras, Pedagogia, Filosofia, Química, Ciências Naturais, além do curso de Tecnologia em Design.

A Feira de Profissões ficará à disposição dos visitantes durante todo o período do evento, a partir das 9 h. O campus I fica localizado na Avenida Presidente Vargas, 650, Centro, entre as ruas Eliezer Levy e Genereal Rondom.

 

 

Por: Keila Gibson

A primeira Tenda Cultural da Ueap, realizada no sábado, 6, em frente à Casa do Artesão, teve um pouco de tudo: das 8h à meia noite, teve stands de todos os 12 cursos ofertados (exceto licenciatura em música, que vai abrir sua primeira turma a partir de 2015), empreendedorismo, gastronomia, artesanato e shows para todos os gostos. O evento é uma realização da Universidade do Estado, por meio da Pró-Reitoria de Extensão, com a parceria do Governo do Estado do Amapá, Prefeitura Municipal de Macapá, Casa do Artesão e Coletivo Espaço Caos.

Entusiasmado, o público aprovou a mistura de lazer e ciência em um mesmo espaço. Essa é a avaliação do vendedor Francisco Igor, de 28 anos. "Achei muito interessante esse espaço que vocês abriram para o lazer e ao mesmo tempo para o conhecimento. Pretendo trabalhar na área de petróleo e gás, é uma área em processo, que está vindo para o Amapá beneficiar a sociedade e eu pretendo me inserir nesse mercado", revelou Francisco após conhecer, nos stands, as oportunidades para o mercado de trabalho nas engenharias Química e Ambiental, ambas áreas de formação ofertadas pela Ueap.

Professores, alunos e técnicos da instituição estiveram à disposição do evento, oportunizando aos visitantes conhecer um pouco da vivência acadêmica, por meio de ações práticas que ilustraram o cotidiano dos cursos oferecidos.

Para Suelen Félix Pereira, pró-reitora de Extensão da Ueap, o saldo do evento é positivo. "É muito importante aproximar a universidade da sociedade, ainda mais colocando os nossos acadêmicos como representantes e difusores de informações e conhecimento", afirmou.

Cléber dos Santos, estudante do 4º ano de Engenharia Ambiental, acredita que a Tenda Cultural foi uma oportunidade de a comunidade esclarecer mitos e sensos comuns a respeito de cada área. "O questionamento comum das pessoas quando vêm a nós é sobre se somos contra a chegada da exploração do petróleo. Não, não somos contra. Mas sabemos que o Amapá é o território mais preservado do Brasil, e aproveitamos para explicar que a profissão serve para otimizar e utilizar as matérias-primas de uma maneira mais inteligente e sustentável, evitando o esgotamento dos recursos naturais, para garantir que as gerações futuras venham a usufruir da natureza da mesma forma que nós usufruímos hoje", defendeu o estudante.

EMPREENDEDORISMO - Demonstrando senso de empreendedorismo, os acadêmicos do curso de Engenharia de Pesca aproveitaram o evento para comercializar produtos relacionados aos conhecimentos adquiridos na Universidade: montaram uma barraca onde vendiam salsicha e hambúrguer de peixe. Este último, anunciado por Fabio Gama, vocalista da banda L-81, como a grande novidade do evento. "Pessoal, vamos experimentar o fishburguer", convidava o roqueiro, divertindo-se com o nome de mercado da iguaria.

Falando em música, uma das grandes atrações da Tenda foi a banda Forró & Cia, velha conhecida dos eventos da Ueap, que deu o tom da Tenda Cultural das 21h até a meia-noite. O ritmo animou a festa e colocou todo mundo para dançar.

 

 

por Diego Diniz

Pagina 1 de 17

Sites Sugeridos

UEAP no facebook

Localização

Clique no mapa para ampliar e ver mais informações

Campus I:  Av. Presidente Vargas, nº 650 – Centro |CEP: 68.900-070 

Campus II: Avenida Procópio Rola, 1346 - Centro | CEP: 68.900-081

Núcleo Tecnológico: Rua General Rondon, 1207 - Centro | CEP: 68.900-082

 (96) 2101-0506  ueap@ueap.edu.br