Todas as Notícias
Portuguese English French Spanish

 Clique aqui para ver notícias anteriores a 2013!

Notícias

Notícias

O Curso Integrado de Língua Brasileira de Sinais (Cilibras), ofertado gratuitamente nas modalidades iniciante e intermediário pela Universidade do Estado do Amapá (Ueap) encerra o ano com a abertura de turma para iniciantes, níveis I e II. As inscrições estarão abertas no período de 28 a 31 de outubro, gratuitamente, na UEI - Unidade de Educação Inclusiva do campus I e II.

Serão ofertadas 30 vagas, com aulas pela manhã, no horário de 8 h às 12 h, dias de segunda, quarta e sexta-feira. Para efetivar a inscrição é necessário a apresentação de documento de identidade com foto, nos horários de 8h30 às 11h30 e de 14h30 às 17h30.

O período de aulas será de 3 de novembro a 17 de dezembro de 2014, no campus II, localizado à Avenida Procópio Rola nº 1346 - Centro.

Com o objetivo de discutir a educação inclusiva praticada na Rede Pública Estadual, profissionais e estudantes da área se encontraram no Seminário de Políticas e Práticas em Educação Especial, EJA, Educação do Campo, Educação Indígena e Educação Quilombola do Estado do Amapá. O evento aconteceu no último dia 22, no campus II da Ueap.

A programação iniciou pela manhã com mesa-redonda em que estiveram presentes representantes dos núcleos da Secretaria de Estado da Educação (Seed) responsáveis pela aplicação das políticas educacionais tema do seminário. No período da tarde, os temas ganharam enfoque por meio de colóquio, oficina e minicursos.

"É excelente ver tantos novos profissionais interessados ", disse Duwalina Souza, pedagoga do Núcleo de Educação Indígena (NEI). "Quando comecei nessa área, perguntaram se eu estava ficando louca, pois as condições de atuação nas reservas eram extremamente precárias", relatou.

Segundo a pedagoga, antes da Constituição de 1988, o indígena era obrigado a assimilar a cultura ocidental para garantir sua cidadania, "hoje desenvolvemos a noção de que o indígena tem o direito de exercer sua cultura e ser respeitado, e ele quer, sim, o acesso à educação", concluiu a professora, que pela tarde mediou o colóquio Características da Educação Indígena no Estado.

Para o coordenador do curso de Pedagogia da Ueap, Izaías Loureiro, a realização do evento é motivo de orgulhoso pela iniciativa de alunos e professores e agradeceu a procura por parte de profissionais experientes. "A universidade precisa possibilitar que essa aproximação sempre aconteça ", ressaltou.

O reitor em exercício da Ueap, Jardel Pinto Barbosa, que é titular da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, também aprovou a importância de eventos que discutem a educação inclusiva: "esse tipo de ação culmina com a pesquisa, que rompe muros e discute de fato uma educação de resultados.Temos, hoje, professores que alcançaram os níveis de mestrado e doutorado cada vez mais cedo, e que têm esse ímpeto de mudança. Esse é o momento da universidade representar uma educação que não seja desigual e criar mecanismos novos", declarou.

Uma pedagogia em construção

Foi praticamente unânime a opinião dos educadores de que a Educação Inclusiva ainda depende de muito esforço para se consolidar como vertente educacional. "Precisamos desses momentos de união que retomem a importância do humanismo e da autonomia que nós [educadores] devemos oferecer aos estudantes nessas condições", reforçou o pesquisador Alder Dias.

Nesse contexto, a professora Duwalina Souza lembrou que, apesar da Constituição de 1988 ter dado bases para um ensino mais inclusivo, apenas em 2006 foi realizado o primeiro concurso para admissão de professores para a educação em tribos indígenas no NEI-AP. De acordo com ela, até então era comum encontrar professores que, mesmo pagando, não se adaptavam à vida fora dos centros urbanos e delegavam a outros a tarefa de lecionar na aldeia.

"Hoje começamos a escolher com mais critério educadores que possuam fluência em línguas indígenas ou que tenham pelo menos a sensibilidade para trabalhar e viver numa área onde não há as comodidades da vida urbana", pontuou Duwalina, defendendo que a Educação Inclusiva precisa, sobretudo, de profissionais com características específicas, que concebam a educação, entre outros, como um reflexo do educando, visando a sua liberdade e autodeterminação.

A organização das nove seções eleitorais para o recebimento de 1.897 eleitores da 2ª Zona Eleitoral do município de Macapá no 2º turno das Eleições Gerais inicia na sexta-feira, 24. Por este motivo, tanto as aulas quanto o expediente administrativo no campus I estarão suspensos e retornarão somente terça-feira, dia 28, após o ponto facultativo relativo ao Dia do Servidor Público, transferido, este ano, para o dia 27.

Por não ser local de votação, o campus II permanecerá, no dia 24, com suas atividades administrativas e letivas inalteradas. A cessão do campus I é uma solicitação da 2ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral e acontece em todo as eleições gerais.

ASCOM UEAP

Quarta, 22 Outubro 2014 14:53

COMUNICADO DIA DO SERVIDOR PÚBLICO

A UEAP comunica à comunidade universitária que, de acordo com o Decreto Estadual n. 6072, de 06 de outubro de 2014, as comemorações alusivas ao Dia do Servidor Público, transcorrido todo dia 28 de outubro, foram, excepcionalmente, este ano, antecipadas para o dia 27 de outubro (segunda-feira), passando a ser, portanto, esta a data facultada nas repartições Públicas Estaduais da Administração Direta e Indireta. Na terça-feira, 28, o expediente e as aulas retornarão às atividades normais.

ASCOM/UEAP

O Grupo de Integração Socioambiental e Educacional (GISAE) realiza no campus II da Ueap, nesta quinta-feira (23), o I Seminário Interdisciplinar sobre educação socioambiental na Amazônia. Desde 2012, o grupo elabora pesquisas que visam melhorar a integração entre pesquisadores e população local.

As ações pedagógicas do GISAE visam relacionar os conhecimentos científicos e o conhecimento popular considerando os parâmetros curriculares nacionais (PCNS) e sua modalidade não-formal em áreas de assentamento.

Essas ações envolvem a participação comunitária, estratégias de geração de renda e a busca da qualidade de vida da população local. No seminário, será compartilhada a produção de conhecimento resultante da integração entre acadêmicos, docentes e os diversos públicos, sob a perspectiva da educação socioambiental e da interdisciplinaridade.

 

SERVIÇO

Evento: Seminário Interdisciplinar sobre educação socioambiental na Amazônia

Data: 23/10/2014

Hora: 17:00hs

Local: SALA 10, campus II da Ueap (AV. Procópio Rola, 1346, Centro)

Com início programado para as 9 h do dia 22, o seminário sobre políticas e práticas de educação escolar no contexto da educação indígena, especial, de jovens e adultos, do campo e quilombola realizado pela Universidade do Estado do Amapá (Ueap) terá a participação da Secretaria de Estado da Educação (Seed), por meio dos núcleos que atuam na educação escolar inclusiva, e entrada franca.

Idealizado para aperfeiçoar a formação dos futuros pedagogos da Universidade do Estado, o seminário, organizado pelo colegiado do curso de Pedagogia, está aberto à participação de todos os interessados mediante inscrição on line no endereço http://ueapedagogia.net/ e credenciamento a partir das 8h até o início do evento, que acontecerá no auditório do campus II.

O seminário tem por proposta a reflexão da temática a partir do respeito à diversidade cultural e à ecologia de saberes dos sujeitos da educação indígena, especial, EJA, do campo e quilombola.

Os palestrantes e oficineiros serão profissionais da educação da Seed, pesquisadores e estudantes da graduação e pós-graduação, com atividades que se estenderá até às 17 h, encerrando com apresentação cultural.

Universidades e faculdades públicas e particulares do Amapá estão representadas em espaço privativo do shopping Amapá Garden em evento intitulado Feira das Profissões. A Universidade do Estado do Amapá está presente na Feira, que se estenderá até o próximo dia 22, com informações e demonstrações de projetos da graduação.

A Feira é um convite a todos que procuram uma melhor orientação antes de escolher definitivamente qual curso prestar no vestibular. É uma oportunidade de acesso a várias instituições e aos aspectos fundamentais de cada área profissional.

Em entrevista ao portal de notícias G1, os acadêmicos da Ueap Lorença Miranda e Bryan Martins, do 6º semestre de Engenharia de Produção, demonstraram o projeto de fabricação de tijolos a partir de resíduos. "Estamos mostrando como a Ueap incentiva o acadêmico a produzir artigos e projetos. Nos próximos dias, outros cursos também vêm apresentar os trabalhos já produzidos, mostrando o que cada área pode oferecer", disse o acadêmico Bryan Martins.

As visitas à Feira das Profissões podem ser feitas diariamente, no horário de 10h às 22h. O shopping Amapá Garden está localizado na Rodovia Juscelino Kubitschek, 2141, KM 2, bairro Universidade.

Uma aprendizagem básica de Libras para uma comunicação independente no ambiente universitário, esse é objetivo principal da oficina "Conhecendo e aprendendo sinais básicos no espaço acadêmico", promovida desde agosto pela Unidade de Educação Inclusiva (UEI) da Universidade do Estado do Amapá.

O projeto oferta todos os meses 50 vagas para os discentes não-surdos da universidade, interessados em obter conhecimento da cultura surda e aprimorar sua relação interpessoal com os colegas que possuem deficiência auditiva.

Esta será a última oficina do ano e o prazo para inscrição se encerra nesta sexta-feira, 17, às 17h30.

Os acadêmicos interessados em se qualificar na comunicação em Libras devem procurar a UEI em qualquer dos campi I e II da universidade e apresentar o RG para efetivar inscrição.

A oficina, coordenada pela chefe da UEI Michelle Borralho, será realizada de 20 a 31 de outubro (às segundas, quartas e sextas-feiras), no Auditório Central do Campus II, e contará com o apoio dos técnicos em Libras Edelson Melo e Elizia da Costa. A carga horária é de 20 horas.

A Universidade do Estado do Amapá (Ueap) está com edital aberto para a seleção de 150 acadêmicos de qualquer curso da instituição no Programa de Bolsas de Ensino à Distância de Línguas, voltado para o aperfeiçoamento dos idiomas inglês e espanhol entre os estudantes universitários.

O Edital N. 054/2014, publicado no site institucional www.ueap.edu.br, seção de Processos Seletivos, faz parte do convênio entre a Ueap e o Santander Universidades, iniciado no ano de 2013 e prorrogado, este ano, pelo reitor Perseu da Silva Aparício.

Estão sendo ofertadas 100 vouchers (tipo de documento que comprova o pagamento e o direito a um serviço ou a um produto), pessoais e intransferíveis, para o curso de inglês e 50 vouchers para o curso de espanhol. Cada curso é composto de dez módulos, que serão realizados de acordo com o desempenho do contemplado.

As inscrições ocorrerão entre os dias 15 e 17 de outubro, na sala da Pró-Reitoria de Extensão (campus I), com atendimento no horário de 9h às 11h30 e de 15h às 18h. Para se inscrever, os candidatos devem estar com matrícula ativa em curso de graduação da Ueap, estar cursando regularmente, ter o máximo de três reprovações, excluindo-se aquelas que já foram creditadas e não ter sofrido sanção disciplinar.

Os documentos para inscrição e normas do Programa de Bolsas de Ensino à Distância de Línguas estão disponíveis no Edital de preenchimento das vagas.

Parceria

Em 2013, a Ueap se tornou uma das 450 instituições parceiras do programa Santander Universidades no Brasil. O convênio beneficiou, naquele ano, 100 acadêmicos da Universidade com bolsas à distância para o ensino da língua espanhola, disciplina obrigatória nas escolas de ensino médio desde o ano de 2005.

O processo de concessão das bolsas da língua espanhola foi coordenado pela Proext e priorizou acadêmicos de Letras com habilitação em espanhol, havendo contemplado, também, estudantes de outros cursos interessados.

Desde a criação da Divisão Global do Santander Universidades, em 1996, já foram concedidas mais de 100 mil bolsas de estudos nos países onde está presente, e a atuação tem como base um modelo único no mercado que reúne equipes para atender a cadeia de valor formada pelas instituições, alunos, professores, pesquisadores e funcionários administrativos.

As políticas e práticas de educação escolar no contexto da educação indígena, especial, EJA, do campo e quilombola implementadas pelo Estado serão temas de seminário organizado pelo curso de Pedagogia da Universidade do Estado do Amapá (Ueap) para estudantes da instituição. O evento está programado para o dia 22 de outubro, no auditório central da Ueap, campus I.

A mesa-redonda de abertura do seminário de tema: Educação na Modernidade - políticas e práticas da educação amapaense, leva o nome do evento e terá como palestrantes os gerentes dos núcleos de Educação Indígena (NEI), Educação Jovens e Adultos (Neja), de Educação Especial (Nees), de Educação do Campo (NEC) e Educação Étnico-Racial (Neer) da Secretaria de Estado da Educação (Seed).

Contribuirão nas oficinas e minicursos, docentes pesquisadores e acadêmicos da universidade que integram o Grupo de Estudos, Pesquisas e Práticas em Educação na Amazônia Amapaense (Gepea) da Ueap e grupos de pesquisa de instituições externas, a exemplo do Núcleo de Educação Popular Paulo Freire (NEP) da Universidade do Estado do Pará (Uepa). A carga horária para certificação é de 10h.

Entre os objetivos, o seminário propõe a reflexão da temática a partir de uma proposta que respeite a diversidade cultural e a ecologia de saberes dos sujeitos que compõem as modalidades da educação indígena, especial, EJA, do campo e quilombola.

"Defendemos uma pauta inclusiva para educação brasileira, que reconheça a diversidade cultural do mundo, a ecologia de saberes que o compõe e que valorize as identidades culturais há tanto tempo subalternizadas, silenciadas e invisibilizadas. Em nosso caso, identidades situadas no hemisfério Sul, historicamente explorado e negado em sua alteridade", ressalta o coordenador do evento, Alder de Sousa Dias, professor mestre do curso de Pedagogia da Ueap, integrante do Gepea e associado ao NEP/Uepa.

As inscrições para o seminário são gratuitas e podem ser efetivadas a partir de sexta-feira, 10, por meio do link: http://ueapedagogia.net/

Pagina 1 de 15

Sites Sugeridos

UEAP no facebook

Localização

Clique no mapa para ampliar e ver mais informações

Campus I:  Av. Presidente Vargas, nº 650 – Centro |CEP: 68.900-070 

Campus II: Avenida Procópio Rola, 1346 - Centro | CEP: 68.900-081

Núcleo Tecnológico: Rua General Rondon, 1207 - Centro | CEP: 68.900-082

 (96) 2101-0506  ueap@ueap.edu.br